Como surgiram os indispensáveis esmaltes, saiba mais

Fazer as unhas é um hábito mais do que normal para as mulheres modernas. Elas trabalham, cuidam da casa e dos filhos, mas sempre sobra um tempinho para ir à manicure ou fazer em casa mesmo.

Além de mostrar a beleza das mãos os esmaltes cuidam e hidrata as unhas, isso sem falar dos removedores de cutículas e bases.

E não são sós as mulheres que pintam as unhas, muitos violinistas também usam essa mistura química para que suas unhas não quebrem durante as apresentações.

O esmalte surgiu no antigo Egito, por volta de 3500 a.c. As mulheres egípcias utilizavam a pintura a base de rena na cor preta. As cores vibrantes só eram utilizadas pelas rainhas e demais membros da realeza. Cleópatra tinha a preferência pelo vermelho escuro e Nefertiti gostava do tom de rubi.

Logo depois, os chineses também aderiram a prática utilizando muito os tons de vermelho e metálico, para demonstrar que tinham uma boa posição na hierarquia social.

A moda naquela época era ter as unhas curtas e bem polidas, ao contrário de hoje que as mulheres chegam a colar unhas postiças para tê-las grande. Foi no século XX que inventaram os palitos para remoção das cutículas e a sombra de esmalte.

como surgiram os indispensaveis esmaltes 1
como surgiram os indispensaveis esmaltes 2
como surgiram os indispensaveis esmaltes 3
como surgiram os indispensaveis esmaltes 4
como surgiram os indispensaveis esmaltes 5
como surgiram os indispensaveis esmaltes 6